Afilhada do meu coração🌙

23:39

🌙Hoje, 10 de Outubro de 2016, fui pedida (oficialmente) para ser madrinha de praxe de um Ser Humanozinho maravilhoso. E, com muita vontade e orgulho, aceitei (mais uma vez)! Estou no 2° ano de Faculdade e praticamente durante todo o meu 1° ano, ainda era eu uma caloirinha, pensei que, no ano a seguir, teria uma afilhada. Pensei em quem seria ela, de onde seria e, mais importante, se seria tão louca quanto eu! Quis o destino que ela fosse de tão pertinho de mim (Vila Real), que ela fosse tããão parecida comigo (personalidade), incluindo na loucura! E que, por ironia da vida, se chame também, Letícia. Foi a primeira caloira com quem falei e aquela por quem senti "aquele clique" assim que a vi, pela primeira vez. Resumindo: No fundo, sempre quis e soube que serias tu, Letícia (Maria), a afilhada perfeita para mim!
Agora que não podes voltar atrás ( nem eu deixaria!), vou tentar fazer sempre o meu melhor e chegar sempre às tuas expectativas. Poderás sempre contar comigo e, como já sabes, estou à distância de uma chamada ou mensagem ("Sempre que precisares, sempre que não precisares, sempre que te apeteça, sempre que não tenhas nada para fazer, é só chamar que eu vou!"). Vamos aproveitar isto juntas e o mundo que aguente estas duas Letícias!



🌙Hoje, dia 11 de Outubro de 2016, fui ao 2° Jantar de Serenata e à 2a Serenata  da minha vida académica. No ano passado como Caloira, este ano como Doutora. As mesmas experiências, mas encaradas e vividas de modo completamente diferente. Este ano, a Serenata já não era dedicada a mim, mas sim, aos novos caloiros. E eu, como madrinha de uma caloira linda e teimosa, tinha a missão de dedicar esta Serenata, especialmente, a ela. De a tornar inesquecível, assim como foi para mim.
O típico jantar de Tertúlia serve para dar, em grande, as boas vindas à nova caloirada da mesma. Escusado será dizer o que se passará lá, para além de se comer e conviver (as fotografias abaixo darão uma pequena ideia 😝).
O momento da Serenata, para mim, é um dos momentos mais importantes da vida de um caloiro e, portanto, queria proporcionar esse mesmo sentimento ao meu primeiro rebento. Apesar de estares "alcoólicamente alegre" (e cheia de sono!), espero ter conseguido pois fica a saber que, para mim, o foi.


🌙Hoje, no dia 16 de Outubro de 2016, foi o Cortejo da Latada! É um sentimento agridoce porque, toda a gente quer que o Cortejo chegue mas, com a sua chegada, acaba a tão desejada Latada.
O Cortejo é, assim como toda a Latada, uma festa para apresentação e receção dos caloiros. Neste dia, os alunos finalistas também têm um papel importante, com a imposição das insígnias e com toda a tradição do nabo. Aqui, os caloiros, divididos por tertúlias  (os de Direito) e por cursos, desfilam, cantam e bebem, naturalmente.
E, este ano, como Doutora, pude acompanhar a minha Tertúlia a proporcionar às nossas Aspirantes um momento, também ele único, e a acompanhar/cuidar da minha afilhada (muita paciência para mim!).
No final do percurso, todos os caminhos vão dar ao nosso amado Mondego para mais um Batismo em massa. E, com muito orgulho, batizei-te a ti, Caloira Reflexo. Algo que já ansiava à bastante tempo. Poder derramar-te a água do Rio e dar-te, finalmente, o teu nome de praxe que te acompanhará no teu percurso académico. O qual fui eu a dar-to e nada puderá mudar isso.
Concluindo, numa me esquecerei desta primeira vez e, já sabes, adoro-te muito afilhada!

I HOPE YOU ENJOY IT! HAVE FUN IN MY ROOM!🌙

You Might Also Like

1 comentários

  1. Obrigada por tudo meu amor! Não podia ter ficado mais emocionada com este texto, nem podia ter gostado mais desta semana maravilhosa! Tornaste e vais continuar a tornar coimbra, e este meu sonho, inesquecível. Adoro-te imenso!
    Ass. Letícia

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário! Para mim, é muito importante ler as vossas opiniões.🌙